Seu voto foi computado com sucesso.
Enquete
Você é a favor da redução da maioridade penal?
SIM (24 votos)
13%
NÃO (165 votos)
87%
Home Notícias
Buscar no site
Newsletter
Cadastre-se para receber boletins de notícias da ATC gratuitamente.

É só informar seu email no campo abaixo e clicar em “Assinar”.
quinta, 03 de setembro de 2015
ANTT vai disponibilizar ferramenta para cálculo de frete

Nelson Bortolin
Revista Carga Pesada


Só um Oswald de Souza para entender. Foi assim que o leitor da Carga Pesada João Cavalheiro se referiu aos parâmetros para cálculo de frete rodoviário publicados no Diário Oficial da União dia 21 de agosto, por meio da resolução_4810 da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Para quem não se lembra, Oswald de Souza é um matemático que ficou famoso na década de 70 quando calculava a probabilidade de acertos na loteria esportiva no programa Fantástico da Rede Globo.


Cavalheiro tem toda razão. Não dá pra entender. Também tem razão outro leitor, o Luiz Augusto Avellar, que escreveu em nosso site: “Seria tão simples e eficaz se ela (ANTT) tivesse publicado uma tabela de frete por quilômetro rodado especificado para cada tipo de configuração de caminhão”.


Pois é, Luiz, parece que a agência ouviu seu conselho. Segundo o presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas de Francisco Beltrão (Sindicat/Sudoeste do Paraná), Janir Bottega, a ANTT se comprometeu a publicar no site www.antt.gov.br, até 15 de setembro, uma ferramenta na qual o caminhoneiro vai inserir determinadas informações e terá o valor do frete calculado.


Bottega, que integra o Fórum Permanente do Transporte Rodoviário de Carga, participou da última reunião do órgão em Brasília na semana passada, quando o tema foi discutido. “O caminhoneiro vai preencher os parâmetros nos quais se enquadra e automaticamente sai o valor do frete”, afirma.


Presidente da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), Diumar Bueno lembra que a categoria “não deve manter expectativas sobre uma tabela impositiva com valores de fretes porque o governo não vai interferir nas relações de mercado”. A tabela da ANTT é apenas referencial. “Mas é instrumento com respaldo oficial que mostra o valor mínimo a ser cobrado pelo frete sem que haja prejuízo”, ressalta.
Bueno diz que a CNTA orienta os caminhoneiros a utilizarem a tabela como referência mínima e, caso não seja respeitada, que a categoria proteste nas “portas dos embarcadores que querem impor fretes com valores que só trazem prejuízo aos caminhoneiros autônomos”.


PRF
Segundo Janir Bottega, os abusos de fiscalização por parte da Polícia Rodoviária Federal também foram discutidos na última reunião do fórum, com representante da instituição. De acordo com ele, o representante se comprometeu a orientar os subordinados a “darem um basta nesta situação calamitosa de excesso de multas”. E também a cancelar multas indevidas.

© 2017 SETCARR - Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas de Rondonópolis e Região
Rodovia Br 364, Km 200, Parque Industrial Vetorasso - Anexo à Rota Oeste Veículos
Rondonópolis/MT, CEP 78745-000
artedinâmica